domingo, 14 de junho de 2015

E NA TERRA DOS BARÕES DO CAFÉ ...

Caçada por vestígios do período do café no Vale Histórico, em meio as ruínas de uma fazenda submersa pelas águas da represa do Funil em São José do Barreiro - SP. Segundo nosso amigo, guia e parceiro nessa expedição, Erike, esta propriedade pertenceu a dois irmãos, imigrantes alemães, e após a morte de um deles em uma festa num vilarejo próximo, denominado "Santana dos Tocos", teria o outro abandonado a fazenda e todos seus pertences. Anos depois tudo foi sepultado pelas águas da represa e de tempo em tempo a seca traz à tona o passado que ficou esquecido. Em busca destas relíquias partimos na companhia do meu filho Igor. Os resultados desta empreitada estão ai...







 Estes tanques eram usados para lavar e separar os grãos de café.

 Aqui ficava a roda d'água.

 Os achados. Para ter uma noção da escala nas fotos abaixo basta você comparar com a munição de festim 7,62.


 Peça de uma máquina na parte interna tem um feixe de molas


Suponho que esta escala pertença a mesma máquina, pois sua engrenagem encaixa perfeitamente na peça anterior.


 Isto parece ser uma espécie de tampa de ralo e é de um metal fundido, talvez cobre ou bronze.

 Uma argola de bronze ou cobre talvez de chicote, açoiteira ou selaria em geral.


 Munição de fuzil (talvez 7.62) de festim. Tem a inscrição: FNM 93. 93. 2 se alguém souber de detalhes sobre a mesma...


Confesso que nesta caçada as moedas eram meu objetivo principal, eu as  persegui  incansavelmente, mas infelizmente elas não deram as caras, bem parece que até deram, mas resolveram usá - la como uma arruela e justo a minha única moeda! Quando a maré não está a seu favor, é duro..

4 comentários:

  1. caçou com o erike e nem me chamou kkkk

    ResponderExcluir
  2. Celso, certamente a FNM é uma 7,62x51, pode ser munição mexicana ou portuguesa, de imediato eu não saberia lhe informar qual q procedência exata. Tive evidências do uso desta mesma munição pela PMMG.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dos 93 certamente será o ano de fabricação. O 2 poderá significar tanto o mês (fevereiro) quanto o lote de fabricação. O fabricante português usa o padrão ano/lote. Não é um calibre antigo, foi desenvolvido na década de 50. O Exército Brasileiro o adotou na década de 60.

      Excluir