segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

ENCONTRADO O ACAMPAMENTO DAS TROPAS PAULISTAS DE 1932

A cada descoberta, vejo que este local esquecido na Serra da Mantiqueira tem muita, mas muita coisa à ser explorada e desvendada. Nesta ocasião, subi ao local das trincheiras e tive a surpresa de encontrar uma brecha no taquaral que dava para um lugar que tem tudo para ter sido o acampamento de apoio ao soldados combatiam  ali. Acontece que atrás das trincheiras, o terreno em desnível, foi cortado em forma de grandes degraus e neles ainda há buracos e valas que sepultaram uma enorme quantidade de objetos. O lugar é de difícil acesso, em meio a mata fechada e no alto da Serra, se você derruba alguma  coisa ela rola morro abaixo, portanto temos que tomar muito cuidado com o equipamento.
Tive algumas surpresas desagradáveis nesta caçada   como quase ter pisado numa  cobra urutu que estava imóvel na trilha, e também por quase bater em um grande ninho de marimbondo "chumbinho" qualquer uma destas duas coisas pode ser fatal, estando sozinho  neste lugar afastado. Então fica a dica aos outros detectoristas :  esteja  sempre de olho onde você pisa e coloca a mão e se possível nunca entre sozinho na mata.
Bem vamos aos detalhes desta aventura em busca das  relíquias da Revolução de 1932.

OS ACHADOS:









Um achado especial: Um estilhaço de granada

O que seria isto?

 Este projétil  acima, está com a ponta toda amassada e foi encontrado bem ao lado da pedra a que ele supostamente atingiu. Foi bem perto desta pedra que encontrei a cobra urutu, depois de ter  localizado, cavado e fotografado o alvo, é que vi o risco que estava correndo.



 Uma munição ainda encravada na argila

 Estas capsulas são ejetadas pelo fuzil então elas foram colocados nos clips por algum soldado.


 Os achados limpos...



 `A todos que por aqui passarem: obrigado e um grande abraço!

5 comentários:

  1. assim não sobra nada quando eu for ai kkk

    ResponderExcluir
  2. Na foto "O que seria isto?", é na verdade o pino da granada fabricada na Escola Politécnica, do mesmo modelo dos exemplares dos fragmentos apresentados nas outras fotos. Excelente trabalho de resgate das história!

    ResponderExcluir
  3. Desculpe, não é o PINO e sim o PERCUTOR da granada, errei...

    ResponderExcluir
  4. Amigo, poderia me enviar seu email (? Quando fará a próxima caçada na serra da mantiqueira?. Gostaria de entrar em contato ctg! Sou de Cruzeiro-SP! Meu email
    felipe.japm@gmail.com

    ResponderExcluir